mal ditas malditas

Monday, May 22, 2006

Caros amigos,


Depois do acontecido de hoje , na aula Daquele-que-não-deve-ser-nomeado, não há mais nada a se fazer a não ser chorarpelo triste fim que aguarda nossa queridíssima amiga Camila N. Mamede.
Será uma perda lastimável, mas não há nada o que nós, pobres mortais, possamos fazer por ela.
Minha alma lamenta por essa pobre criatura que está com o destino tão incerto. Só espero que seu destino seja menos doloroso (e vergonhoso) do que outros tantos que sofreram. Dessa vez, catapora não será suficiente. O que aguarda Camila N. Mamede só Ele sabe. E só nos resta rezar (nesse caso, para o diabo mesmo).






Um minuto de silêncio.

Futilidades de segunda (feira)



Dica musical da semana:
E para provar o meu gosto refinadíssimo para música eu indico essa banda que já é sensação em todo país.

Olha eu sou um Ninja
Comigo é mais embaixo
Resolvo minha parada
Na base do meu munchako
Munchako, munchako! - póim, póim, póim
Munchako, munchako! - póim, póim, póim (x2)


Se você ainda não ouviu não perca mais tempo: http://www.osninjas.com.br/
Entre nesse site e conheça mais sobre (esses gatinhos ?) Thiago San, Filipe San, Luquinhas San e Saulinho San.
Duas boas pedidas são Bob Esponja e Tira Calcinha.

Divirtam-se, amiguinhos san

Wednesday, May 17, 2006

Nada de PCC por aqui

HAHAHAHA. Muito boa, hein?

Assim, só pra descontrair, sabe? (E porque eu estou de saco cheio de discussões sobre PCC e sobre quem está certo ou errado, blablabla. Podem me chamar de fútil, mas vcs podem encontrar grupos de discussões muito mais sérios do que num blog titulado como mal ditas malditas. Faz sentido, não?)

E porque Super Mario me lembra os velhos tempos em que passava mais de 12 horas de pura adrenalina no SuperNintendo. (Não que eu tivesse melhores opções de lazer, né?)

Super Mario Bros no Wikipédia:
O jogador controla Mario, ou Luigi no caso do segundo jogador, e tem como missão libertar o Mushroom Kingdom e salvar a princesa Princess Peach das garras do vilão King Bowser.
O principal ataque de Mario é pular na cabeça dos inimigos. Ao pular Mario mata uma espécie de cogumelo, conhecidos como Goombas, e faz com que as tartarugas, conhecidas como Koopa Troopa, se escondam em seu casco. Depois disso Mario pode chuta-las, assim eliminando a ameaça. Para ajudar o herói a cumprir sua missão estão disponíveis vários itens que agregam poderes ao Mario, os itens são chamados de power-ups e são eles: Super Mushroom, um cogumelo que transforma o herói em Super Mario, dobrando seu tamanho; a flor Fire Flower, que permite ao herói lançar bolas de fogo; a estrela Starman que dá invencibilidade temporária e o cogumelo 1-UP Mushroom que dá mais uma vida ao jogador.
(Pô, que nostalgia, brother!)


Pensa só, se eu fosse a Princess Peach iria ser a princesa do Reino do Cogumelo e teria um caso com o Carlos Costa. Eu teria uma plantação de cogumelos alucinógenos e ainda teria o Luigi para as horas vagas. Um ótimo negócio.


Ah, e é claro que quem está postando aqui é Caroline Arice - a Camila não ía ser tão ridícula
(Espero não estar destruindo seu projeto, queridinha)

Monday, May 15, 2006

Começo do fim do ínicio do fim dos tempos

(Porque no fundo ninguém tem certeza do que está ou não acontecendo)

Diretamente do número 900 da Paulista aqui fala Caroline Arice
Repetindo. Caroline Arice Gaudêncio da S. no quinto andar da Casper Líbero.

De acordo com a minha queridíssima amiga Camila eu estou no alvo dos próximos ataques.
Várias pessoas me ligando e mandando mensagens. Fontes, não muito seguras, me avisaram que São José está sendo atacada e não é pra eu voltar. Pombas, o que eu faço então?

O telefone do metrô só dá ocupado, as linhas de telefones fixos de Jacareí estão fora do ar e dizem que os ônibus não saem da rodoviária hoje.
Quanto a dizer, bem, dizem que a FAAP, a Puc e a Mackenzie (chuuuupa) foram atacadas.
Se pá até a Casper foi atacada. Mas não há nada confirmado. Repito. Nada confirmado

Esse recinto parece uma central de informações. Cada hora alguém grita uma notícia. E nunca é uma notícia boa! Dizem que estão atacando casas, que foi dado toque de recolher e que a Casper vai fechar às 16 horas. Ah, e dizem também que o Carlos Costa é gay!

E o terminal Visa está fora do ar. E só a conta universitária do Santander vale realmente a pena.
E eu quero a minha mãe.

Bem, amigos, não vou negar que até estou me divertindo. Cheguei a ficar bem nervosa quando disseram que a Paulista ía ser interditada. Mas, tudo bem, aqui tem tudo o que preciso para sobreviver por alguns meses. Livros, filmes, internet. Ah, tem também água, banheiro e talvez um estoque de comida. Não param de falar que isso está parecendo um filme de Hollywood. Mas, é claro, que eu não sou a mocinha. Então minhas chances de sobreviver são poucas.

E agora quem poderá me defender?

Ah, dramatizações trágicas a parte, por aqui está tudo bem. Mas que graça há em dizer isso?





Socooooooooooooooooorro.

Primeiro Post em edição extraordinária, direto da Av. Paulista, Laboratório de Redação 3, em pleno fim do mundo.

Aproveitando a semana especial temática de religião da Carol, e o inesperado otimismo da Camila durante o almoço ("O próximo ataque é na Paulista, certeza! Onde mais falta?")



Do site da Folha de São Paulo:

15/05/2006 - 09h31
"Acontecerá de novo", diz sociólogo francês
SÉRGIO DÁVILA da Folha de S.Paulo, em Washington


Folha - O sr. acha que os ataques acontecerão de novo?

Wacquant - Sim, pode-se prever que acontecerão de novo e de novo, pelo menos enquanto as elites políticas se recusarem a encarar de frente as desigualdades vertiginosas. Nenhuma sociedade democrática na face da Terra pode combater o crime apenas com seu aparato policial-judiciário.



conclusão: O Sr. Wacquant é mesmo perspicaz, rapaz!